Operação Tiradentes, da Polícia Militar, contabiliza 12 mil abordagens e 113 prisões

Cerca de 3 mil policiais militares intensificaram as abordagens, fiscalizações e ações preventivas em todo o Estado. O balanço refere-se a um período de 24 horas a partir do início das atividades, às 7 horas desta quarta-feira (24).

A Polícia Militar do Paraná divulgou os números finais da Operação Tiradentes, realizada entre esta quarta e quinta-feira em todo o Estado. Foram 12.349 pessoas abordadas, com 113 prisões e apreensões de suspeitos e 16 veículos recuperados. Também foram retiradas de circulação 5 armas de fogo e 67 munições, além de 46 quilos de maconha e quantidades menores de cocaína e crack. As atividades de fiscalização e as ações preventivas foram reforçadas, com cerca de 3 mil policiais militares e 1.200 viaturas em atividade durante 24 horas no Paraná, entre as 7 da manhã desta quarta e as 7 da manhã desta quinta-feira. Neste período, 650 pessoas foram atendidas pela PM para o registro de boletins de ocorrência. De acordo com o subcomandante-geral da PM, coronel Antônio Carlos de Morais, o resultado demonstra a confiança da população na Corporação. Ele destacou a grande mobilização que a operação envolveu. As ações incluíram a fiscalização de trânsito em rodovias estaduais e vias urbanas. Além de 16 veículos roubados que foram recuperados, os policiais apreenderam, removeram e retiraram 179 veículos em situação irregular. As abordagens em todo o Paraná contribuíram ainda para a localização de oito pessoas que possuíam mandados judiciais em aberto. A operação Tiradentes é uma iniciativa do Conselho Nacional de Comandantes-Gerais das Polícias e Corpos de Bombeiros Militares do Brasil, entidade que representa as corporações militares estaduais de segurança pública. O objetivo da operação é reforçar a integração e coordenação entre as instituições nacionalmente. Em todo o Brasil, participaram mais de 100 mil agentes, 30 mil viaturas, 500 embarcações e 90 aeronaves durante a operação.

Comentários