PM lança em Ponta Grossa operação para inibir crimes violentos no Estado

Equipes do Bope permanecerão cerca de dois dias reforçando o policiamento nas cidades dos Campos Gerais e, depois, seguirão para as regiões Oeste, Noroeste e Norte do Estado. É a Operação Resposta Pronta III.

A semana começou com uma grande Operação da Polícia Militar na região dos Campos Gerais para inibir crimes violentos contra o patrimônio e homicídios. É o ponto de partida da Operação Resposta Pronta III. As equipes do Batalhão de Operações Especiais (Bope) estarão empenhadas nos próximos 15 dias fazendo abordagens, fiscalização e policiamento preventivo em todo o Estado.

As atividades iniciaram nesta segunda-feira (12) na Estação da Saudade, na região Central de Ponta Grossa. As equipes do Bope permanecerão cerca de dois dias reforçando o policiamento nas cidades próximas ao município e, depois, seguirão para as regiões Oeste, Noroeste e Norte do Estado. As primeiras ações tiveram apoio de um helicóptero do Batalhão de Polícia Militar de Operações Aéreas (Bpmoa).

O comandante-geral da PM, coronel Hudson Leôncio Teixeira, esteve no lançamento da operação acompanhado pelo subcomandante-geral, coronel Rui Noé Barroso Torres. “De Ponta Grossa as equipes seguirão para as cidades-pólo para serem distribuídas nos locais que mais necessitam de reforço policial. Nossa meta é reduzir ainda mais os delitos, principalmente os homicídios, tráfico de drogas, roubos e furtos”, explicou Barroso.

O comandante do 4° Comando Regional da PM, coronel Edmauro de Oliveira Assunção, destaca que a atuação do efetivo será concentrada nas regiões que, de acordo com a análise criminal, possuem maior índice de crimes. “Temos algumas regiões na Lapa, Guarapuava e Telêmaco Borba que receberão mais policiamento. Também haverá operações com levantamento de informações de pontos críticos por meio das equipes de Inteligência regional e local”, detalhou.

OPERAÇÃO - A operação Pronta Resposta está na terceira edição. Criada em 2020, é composta por policiais militares atuantes no serviço ostensivo preparados para prestar rápido atendimento em ocorrências de maior risco, como furtos a agências bancárias e explosão de caixas eletrônicos, roubos e outros delitos. Participaram do lançamento da operação o comandante do 1° Batalhão de Polícia Militar (1° BPM), tenente-coronel Leonel Beserra, e o comandante do Batalhão de Polícia Militar de Operações Aéreas (Bpmoa), tenente-coronel Julio Cesar Pucci.

Comentários