Campanha vai promover distribuição de mudas e chamar a atenção para a importância do voluntariado

A ação envolve a Superintendência Geral de Ação Solidária do Governo do Paraná e o Instituto Água e Terra (IAT). Objetivo é promover a educação ambiental, chamando a atenção para a importância de ser voluntário no meio ambiente.



Em comemoração ao Dia Nacional do Voluntariado, nesta sexta-feira (27), a Superintendência Geral de Ação Solidária do Governo do Paraná e o Instituto Água e Terra (IAT) promovem a campanha Floresce Paraná, com ações de conscientização para o plantio de árvores nativas. As mudas serão distribuídas pelos 21 Escritórios Regionais do IAT no Estado.

O IAT, órgão vinculado à secretaria estadual do Desenvolvimento Sustentável e do Turismo (Sedest), é esponsável pela produção de cerca de 100 espécies de árvores nativas, inclusive ameaçadas de extinção, como peroba-rosa, imbuia e araucária. A ação foi pensada para promover a educação ambiental, política do Programa Paraná Mais Verde.

A ideia é que a população se torne também "um voluntário" nessa data. “O Floresce Paraná vem simbolizar o florescer do nosso Estado, na economia, saúde, no meio ambiente e em todas as áreas. Mas somente com união e comprometimento de todos vamos conseguir colher os bons frutos das nossas ações e assim resistir e permanecer”, destacou Luciana Saito Massa, primeira-dama do Paraná e presidente do Conselho de Ação Solidária.

Segundo ela, o objetivo da campanha é chamar a atenção para os momentos difíceis enfrentados por todos nos últimos tempos. Assim como as flores renascem e as plantas brotam seus frutos, as circunstâncias levam à reflexão de esperança de uma nova primavera.

ESTRATÉGIAS - Para comemorar o Dia Nacional do Voluntariado, além da distribuição de mudas no sistema drive-thru, todas as secretarias municipais do meio ambiente receberam sementes de Ipê Amarelo para serem plantadas no dia da ação. Também foram entregues para as secretarias estaduais e autarquias do Paraná mudas de árvores nativas.

Além disso, sementes foram enviadas durante a semana para as fundações do Paraná, ligadas ao voluntariado e ao meio ambiente, e também para entidades e ONGs que têm trabalho voluntário.

VOLUNTARIADO - De acordo com o secretário Márcio Nunes, os programas de voluntariado são muito importantes para o meio ambiente e para as futuras gerações. Hoje, o IAT conta com três programas de voluntariado, dois deles em fase de elaboração.

“Os voluntários auxiliam na produção de mudas para recuperar as florestas do Estado, cuidam dos animais e dos ecossistemas, contribuindo com a manutenção da biodiversidade e a conservação da natureza, além de proporcionar melhor qualidade de vida para a população paranaense”, disse Nunes.

O programa de voluntariado nas Unidades de Conservação permite que a população dê apoio na prestação de informação aos visitantes, participe de projetos de educação ambiental e pesquisa; auxilie na manutenção de trilhas e instalações e nos trabalhos administrativos; na identificação de focos de incêndio e outros incidentes, além de integrar grupos de resgate ou de combate a incêndios e as ações de recuperação de áreas degradada e, ainda, prestar auxílio em projetos de manejo.

Antes de participar do programa de brigadistas voluntários é necessário passar por uma capacitação promovida pelo IAT e o Corpo de Bombeiros. Para se inscrever clique AQUI. Para atuar no combate de incêndios Florestais nas Unidades de Conservação é só acessar este endereço.

Os outros dois projetos de voluntariado em fase de implantação pelo órgão ambiental são em viveiros e laboratórios e para Cuidados e Reabilitação Intensiva de Animais Silvestres (CRIA).

De acordo com o diretor-presidente do IAT, Everton Souza, ser voluntário é ter um crescimento pessoal e a vivência em diferentes áreas, além de conhecer mais sobre a biodiversidade e espaços protegidos paranaenses. “É doar algo tão precioso, o seu tempo, em prol do próximo, do meio ambiente e do futuro”, afirmou.

Comentários