Trabalho integrado das polícias estaduais resulta na redução de 21,9% nos roubos no Paraná

Dados divulgados pela Secretaria da Segurança Pública apontam redução de 21,9% nas ocorrências de roubos no Paraná. Ou seja, 5.698 registros a menos, nos primeiros nove meses de 2021, se comparado ao mesmo período de 2020.



O trabalho integrado das forças policiais da Secretaria da Segurança Pública resultou em redução de 21,9% nas ocorrências de roubos no Paraná. Foram 5.698 registros a menos nos primeiros nove meses de 2021, se comparado ao mesmo período de 2020. Os dados foram divulgados nesta segunda-feira (29) e também apontam diminuição nos crimes de roubo em ambiente público (-23,31%), roubo a comércio (-18,06%) e roubo em residência (-10,15%).

De janeiro a setembro de 2021 foram registradas 20.290 ocorrências de roubo (geral) em todo o Paraná e, no mesmo período do ano anterior, foram 25.988 ocorrências. A diminuição aconteceu em quase todas as 23 Áreas Integradas de Segurança Pública (AISP), forma de divisão georreferencial da Sesp para análise criminal, que abrange os 399 municípios do Paraná.

“Os bons resultados da atuação preventiva e investigação das polícias estaduais se deve, em grande parte, ao trabalho de georreferenciamento, desenvolvido por nossas equipes de investigação, que priorizaram, nestes últimos nove meses, ações de planejamento estratégico para combater diretamente o foco do problema”, explicou o secretário da Segurança Pública, Romulo Marinho Soares.

Ainda sobre os casos de roubo (geral), 18 AISP tiveram redução de janeiro a setembro de 2021. A 20ª AISP (Londrina), que abrange outros quatro municípios da região Norte do Estado, teve a maior redução (-33,58%), de 2.189 para 1.454 registros. Em segundo lugar esteve a 1ª AISP (Curitiba), de 10.189 ocorrências para 7.209, ou seja, -29,25%. Já na 3ª AISP (Paranaguá), que também inclui outras seis cidades do Litoral, os roubos caíram de 950 para 693 (-27,05%).

Para o comandante-geral da PM, coronel Hudson Leôncio Teixeira, o trabalho de planejamento e integração com as demais forças de segurança foram preponderantes para a diminuição dos índices criminais. “Graças à atuação dos nossos policiais temos reduzidos os crimes e reforçado a segurança da população. Esse planejamento resultou em uma redução significativa no número de roubos, porém ainda é cedo para avaliarmos isso, uma vez que estamos saindo de um momento de pandemia, onde havia uma série de medidas restritivas rigorosas e agora temos um fluxo muito maior de pessoas nas ruas”, disse.

O delegado-geral da Polícia Civil, Silvio Jacob Rockembach, acrescentou que o profissionalismo e a dedicação dos policiais, dentro de suas atribuições, resultaram em investigações qualificadas, o que contribuiu na redução da criminalidade em várias tipificações. “A partir do momento que aumentamos o índice de elucidação de crimes, aumentamos a identificação de autoria e acabamos prendendo essas pessoas. Com a prisão e desarticulação dessas quadrilhas, que agem em cima dos roubos, evitamos crimes que aconteceriam na sequência”, afirmou.

FURTOS - De janeiro a setembro de 2021 também houve redução de 10,60% nas ocorrências de furtos no geral na 23ª AISP (Jacarezinho), incluindo outros 21 municípios do Norte, além da 6ª AISP (União da Vitória), que contempla sete cidades, e da 7ª AISP (Guarapuava), com outros 13 municípios da região Centro-Sul, com -6,11% e -2,58%, respectivamente. No entanto, houve aumento de 7,5% nos casos de furtos geral no Paraná.

AMBIENTE PÚBLICO - Além da queda de roubos no geral, o relatório também apontou diminuição de roubos em ambiente público no Paraná (-23,31%), passando de 17.321 para 13.283 ocorrências. A 20ª AISP (Londrina) apresentou a maior redução do período (-35,83%). Caso de furtos em ambiente público reduziram 10,30% no Paraná nos primeiros nove meses de 2021 (de 17.162 para 15.394).

VEÍCULOS - De janeiro a setembro de 2021 foram 3.137 ocorrências de roubos e 8.570 de furtos a veículos no Paraná, redução de 10,01% e 8,08%, respectivamente, se comparado ao mesmo período de 2020 (3.486 ocorrências de roubos e 9.323 de furtos a veículos em todo Estado). A 7ª AISP (Guarapuava) teve a maior redução de furtos a veículos no período (-39,58%). Já nos casos de roubos a veículos, a 6ª AISP (União da Vitória) apresentou queda de 66,67%, a maior diminuição no período, desta natureza.

COMÉRCIO - Os registros de roubos a comércios também caíram (-18,06%) no Paraná nos primeiros nove meses deste ano (de 4.142 para 3.394). Em relação às ocorrências de furto a comércio, a redução foi de 10,44%, no comparativo de janeiro a setembro do ano passado, de 12.002 para 10.749. As AISPs que tiveram maior redução de roubos (-52,91%) e furtos (-26,74%) a comércio foram a 3ª AISP (Paranaguá) e a 11ª AISP (Cascavel), respectivamente.

RESIDÊNCIA - As ocorrências de roubo em residência reduziram (-10,15%), no Paraná, nos primeiros nove meses deste ano, no comparativo com o ano anterior (de 2.462 para 2.212). A maior diminuição de roubos em residência, de acordo com o relatório da Sesp, ocorreu na 23ª AISP (Jacarezinho), de 57 para 33 casos, -42,11%.

CAPITAL - Ainda de acordo com o relatório, a 1ª AISP (Curitiba), além de apresentar redução (-29,25%) nas ocorrências de roubo geral, de janeiro a setembro de 2021, também teve queda nos casos de roubo em ambiente público (-28,98%), roubo a veículos (-27,07%) e roubo (-20,12%) e furto (-18,23%) a comércios, respectivamente.

O Relatório Estatístico Criminal da Secretaria da Segurança Pública pode ser acessado AQUI.

Comentários