Governo confirma R$ 19,9 milhões para cidades dos Campos Gerais

Investimentos serão feitos com recursos a fundo perdido por financiamento e foram autorizados pelo governador Ratinho Junior em encontro com os prefeitos em Ponta Grossa. São ações em saúde, infraestrutura e compra de equipamentos.

Ponta Grossa e outros 12 municípios dos Campos Gerais vão investir R$ 19,9 milhões em pavimentação de ruas, compra de equipamentos de videomonitoramento, máquinas, ambulância e ônibus escolares, além de ações na área da saúde. Os recursos são do Governo do Estado. As licitações e homologações das obras e aquisições foram autorizadas pelo governador Carlos Massa Ratinho Junior nesta quinta-feira (24) em Ponta Grossa.

A confirmação dos recursos encerrou a passagem do Governo do Estado por Ponta Grossa. A cidade polo dos Campos Gerais foi a sede administrativa do Executivo na quarta e quinta-feira (23 e 24).

O governador destacou a importância da iniciativa e da atenção do governo aos municípios. “Trazer o governo para o Interior é inovador e nos possibilita estar perto das pessoas e conhecer os investimentos que os municípios precisam”, afirmou o governador. “Foi para investir em setores e ações prioritárias para a população que tomamos medidas de economia, cortamos mordomias”, acrescentou.

A maior parte dos recursos é para Ponta Grossa: os projetos do município somam R$ 8,2 milhões. Do total, R$ 3,35 milhões são convênios com a Secretaria da Saúde, para custeio da Santa Casa de Misericórdia no serviço de oncologia (R$ 2,3 milhões) e para a compra de tomógrafo, no valor de R$ 1 milhão, para a Associação Hospitalar Bom Jesus, que faz 70% de seus atendimentos pelo SUS.

A prefeitura de Ponta Grossa também vai adquirir aparelhos de ar-condicionado e de videomonitoramento. Além disso, foi firmado convênio com a Secretaria da Infraestrutura e Logística, da ordem de R$ 4,6 milhões, para a construção de ciclovias na estrada que leva ao Buraco do Padre, um dos principais pontos turísticos da região. “Uma ação em infraestrutura que vai beneficiar ainda mais o turismo do Paraná”, ressaltou o secretário Sandro Alex.

“São muitos investimentos para Ponta Grossa. Todos os secretários estiveram aqui para tratar de assuntos de interesse da cidade e da região. Todos esses projetos vão se frutificar”, afirmou Marcelo Rangel, prefeito de Ponta Grossa.

OUTRAS CIDADES - Jaguariaíva recebeu R$ 4,8 milhões. A prefeitura vai aplicar o dinheiro em asfaltamento de 4,5 quilômetros de vias urbanas e compra de equipamentos. “É uma obra muito importante para a população. A chegada do asfalto muda a vida das pessoas, traz cidadania”, explicou Juca Sloboda, prefeito da cidade.

Arapoti vai investir R$ 3,8 milhões também em pavimentação de vias urbanas, compra de veículo, de uma mini carregadeira e de uma ambulância. “A pavimentação é uma questão de saúde também. Com menos poeira em frente à casa, as pessoas têm menos doenças”, ressaltou Nerilda Penna, prefeita de Arapoti.

Os recursos são da Secretaria do Desenvolvimento Urbano e Obras Públicas, repassados a fundo perdido e também por meio do Sistema de Financiamento aos Municípios (SFM), linha de crédito operada em parceria entre Fomento Paraná, Secretaria do Desenvolvimento Urbano e Paranacidade. “Buscamos estar próximos dos municípios, que é de fato onde as pessoas moram, liberando recursos que ajudem o paranaense a ter uma vida melhor”, disse João Carlos Ortega, secretário do Desenvolvimento Urbano e Obras Públicas.

As demais cidades beneficiadas são Bituruna (dois caminhões), Castro (mini carregadeira), General Carneiro (caminhão), Imbituva (capela mortuária), Palmeira (veículo), Porto Vitória (unidade de apoio escolar), Prudentópolis (pavimentação), Sengés (veículo), Tibagi (UTI móvel) e Ventania (ônibus escolar, veículo, equipamentos para praça). “Um município do porte de Ventania tem recursos apenas para a manutenção da máquina. Para investir precisamos da ajuda do Governo do Estado”, afirmou Helly Santiago, prefeito da cidade.

PRESENÇAS - Participaram do evento o vice-governador Darci Piana; os prefeitos César Silvestre Filho (Guarapuava) e Leonaldo Paranhos (Cascavel); os secretários Guto Silva (Casa Civil), Márcio Nunes (Desenvolvimento Sustentável e Turismo) e Valdemar Bernardo Jorge (Planejamento); Coronel Cezar Kogut, diretor do Detran; o presidente da Fomento Paraná, Heraldo Neves; o superintendente de Inovação do Estado, Henrique Domakoski; os deputados estaduais Alexandre Curi, Guerra, Plauto Miró, Nelson Luersen, Cristina Silvestre e Mabel Canto; além de lideranças políticas e empresariais da região.

BOX

Prefeitos destacam interiorização em Ponta Grossa

Foi a quarta vez neste ano que a sede administrativa do governo estadual é levada para o Interior. Em fevereiro, o governo foi transferido para Cascavel, no Oeste, durante o Show Rural. Em abril foi a vez de Londrina, no Norte, durante a ExpoLondrina, e em maio Maringá, paralelamente à Expoingá. Em Ponta Grossa, a transferência aconteceu durante a Feira do Paraná.

Os prefeitos das cidades dos Campos Gerais destacaram a iniciativa do Governo do Estado. “Pudemos conversar com o governador e os secretários de Estado, apresentar necessidades e conseguir recursos que melhoram a vida da população”, destacou Helly Santiago, prefeito de Ventania. “Essa aproximação é essencial para as cidades”, acrescentou Nerilda Penna, prefeito de Arapoti.

Prefeitos e secretários de Saúde foram atendidos pelo secretário de Estado da Saúde, Beto Preto. Castro, Florestópolis, Guapirama, Imbaú, Irati, Ipiranga, Jaguariaíva, Ortigueira, Ponta Grossa, Sengés e Tibagi apresentaram as condições e necessidades de seus municípios na saúde. “A regionalização da saúde é o caminho para a melhoria efetiva dos atendimentos, diminuir distâncias e colocando o atendimento perto da casa das pessoas”, disse o secretário.

Anfitrião de toda a estrutura governamental, o prefeito de Ponta Grossa, Marcelo Rangel, destacou a boa relação do Executivo Estadual com os municípios. “As cidades do Paraná passam por um grande momento de desenvolvimento”, destacou.

Comentários