Pacto da Infância Segura será levado a 50 municípios

O pacto prevê o desenvolvimento de ações conjuntas, integradas e articuladas entre o Estado e os municípios, para a prevenção e combate aos crimes praticados contra crianças e adolescentes.

Cinquenta municípios assinaram o termo de manifestação de interesse para a implantação do Pacto da Infância Segura, da Secretaria de Estado da Justiça, Família e Trabalho. A meta é envolver os municípios na força-tarefa para efetivar uma grande rede de proteção às crianças e adolescentes do Paraná.

“O Pacto pela Infância Segura é uma ação muito importante para garantir a proteção de crianças e adolescentes. Ele prevê o desenvolvimento de ações conjuntas, integradas e articuladas entre a secretaria e os municípios paranaenses, para a prevenção e combate aos crimes praticados contra esse público, que deve ser protegido com prioridade”, destacou o secretário estadual da Justiça, Ney Leprevost.

“É importante que os prefeitos sejam sensibilizados da necessidade de capacitação constante de seu corpo de servidores para atuarem como garantidores dos direitos das crianças e adolescentes, preparando-os, por exemplo, para detectar sinais de violência, preencher a ficha de relato espontâneo e realizar escutas especializadas em caso de violência”, disse o chefe do Departamento de Justiça da secretaria, Felipe Hayashi.

Assinaram o compromisso para a implantação do Pacto pela Infância, os municípios de Anahy, Ariranha do Ivaí, Barracão, Bela Vista do Caroba, Boa Ventura de São Roque, Capitão Leônidas Marques, Carlópolis, Cascavel, Cerro Azul, Chopinzinho, Cidade Gaúcha, Colombo, Cruz Machado, Doutor Ulysses, Farol, Faxinal, Ibiporã, Itaguajé, Jaboti, Jandaia do Sul, Janiópolis, Lobato, Mangueirinha, Marechal Cândido Rondon, Maringá, Marmeleiro, Munhoz de Melo, Nova Santa Rosa, Nova Tebas, Palotina, Pitangueiras, Porecatu, Prudentópolis, Quatro Pontes, Rancho Alegre, Ribeirão Claro, Ribeirão do Pinhal, Rosário do Ivaí, Santa Lúcia, Santa Terezinha de Itaipu, São Jorge do Ivaí, São Jorge do Patrocínio, São José dos Pinhais, Sapopema, Sarandi, Terra Roxa, Toledo, Tupãssi e Xambrê. Campina Grande do Sul foi o primeiro a aderir.

NA PRÁTICA - O Pacto pela Infância é uma estratégia interinstitucional criada para o desenvolvimento de ações integradas destinadas ao aprimoramento do sistema de garantias, à estruturação das redes de proteção e ao aperfeiçoamento do sistema de justiça, destinados ao atendimento e à proteção da criança e do adolescente vítima ou testemunha de crimes e, também, à prevenção e repressão dos crimes e violências contra elas praticados.

Ao se integrarem ao Pacto pela Infância Segura os municípios assumem o compromisso de desenvolver as 12 ações prioritárias da Força-Tarefa. Para aderir, os municípios devem formalizar interesse pelo e-mail [email protected]

Comentários