Verão começa chuvoso no Paraná, segundo o Simepar

A estação inicia às 1h19 deste domingo (22) e termina à 00h50 do dia 20 de março de 2020. Período de festas terá sequência de dias quentes com chuvas nos finais de tarde.

O verão no Paraná começa às 1h19 deste domingo (22) e termina à 00h50 do dia 20 de março de 2020. Segundo a previsão do Simepar, o primeiro dia será chuvoso em todo o Estado, mas abafado e sem frio. Uma frente fria vinda do Sul do continente deixa a atmosfera instável. O sol aparece entre nuvens em Curitiba, Londrina, Paranavaí, Jacarezinho, Guaíra, Foz do Iguaçu, Cascavel, Guarapuava e Rio Negro. A temperatura mais baixa prevista é de 15 oC em Ponta Grossa. A máxima chega a 31oC em Foz do Iguaçu.

“O período das festas terá uma sequência de dias quentes, com máximas de 28oC a 30oC, e chuvas típicas de verão geralmente à tarde”, disse o meteorologista Reinaldo Kneib.

Durante a estação, os regimes de chuvas e temperaturas tendem a seguir as normais climatológicas em todas as regiões. São esperados períodos consecutivos de temperaturas muito elevadas associados a chuvas de curta duração. Episódios de temporais com grande incidência de raios e ventanias podem causar enxurradas e inundações. Oscilações de fenômenos meteorológicos oceânicos como El Niño e La Niña não devem impactar o Paraná.

CLIMATOLOGIA - Historicamente, o verão é a estação mais chuvosa. Os dias se tornam mais longos e quentes à medida que a estação se consolida. “Os volumes totais acumulados de chuvas resultam diretamente da atuação de sistemas atmosféricos de mesoescala, associados ao maior aquecimento diurno e à umidade”, explica Kneib. Essas condições causam chuvas localizadas e intensas, com muitos raios e de curta duração, muitas vezes acompanhadas de vendavais e granizo, em todas as regiões do Estado.

Segundo o meteorologista do Simepar, faz parte da climatologia do verão paranaense a ocorrência de frentes frias estacionadas por alguns dias no Oceano Atlântico, próximas ao Litoral. A circulação dos ventos mantém as nuvens baixas das praias até a Região Metropolitana de Curitiba, o que diminui as temperaturas máximas. No transcurso da estação, as maiores temperaturas ocorrem nas regiões Oeste, Sudoeste, Norte e Litoral.

AGRICULTURA - Segundo as agrometeorologistas do Instituto Agronômico do Paraná (Iapar), Ângela Beatriz Costa e Heverly Morais, as condições meteorológicas previstas para o verão são favoráveis ao desenvolvimento das culturas de soja e milho, assim como ao manejo do gado. A única preocupação é com a semeadura do milho safrinha, que ultrapassará a época estipulada pelo Zoneamento Agrícola de Risco Climático.

“Como a forte estiagem durante a primavera atrasou a semeadura da soja e do milho, as chuvas significativas de dezembro foram literalmente a salvação da lavoura nas fases mais críticas de necessidade hídrica: a floração e o início da frutificação”, observa Ângela.

VERÃO MAIOR - Neste sábado (21), tem início a operação Verão Maior 2019/2020. Ao clicar no ícone do Simepar na página http://www.verao.pr.gov.br, o interessado terá acesso à previsão do tempo para cada município com horizonte de 15 dias.

O Simepar apoia o trabalho da Defesa Civil Estadual para reduzir danos em caso de inundações, alagamentos, enxurradas e tempestades com raios. Para receber alertas meteorológicos por SMS, basta enviar uma mensagem para o número 40199 com o número do seu CEP (Código de Endereçamento Postal).

O tenente Marcos Vidal da Silva Junior, da Defesa Civil, sugere aos veranistas que mantenham em seus celulares o contato da Defesa Civil Municipal e o aplicativo do Corpo de Bombeiros do Paraná, que fornece informações sobre o tempo e o serviço de guarda-vidas. Orientações sobre desastres naturais estão disponíveis no site http://www.defesacivil.pr.gov.br e nas contas da Defesa Civil Estadual nas redes sociais.

DENGUE - “O Simepar divulgará em todas as suas mídias a campanha do Governo do Estado de prevenção da dengue”, destaca o diretor Eduardo Alvim Leite. No site do Simepar há um link no ícone “Dengue mata. Mude sua atitude”, que direciona o leitor para informações sobre cuidados preventivos, sintomas, tratamento e mitos sobre a doença.

Confira AQUI a tabela com as médias históricas de chuva (faixa de variação), temperatura mínima e temperatura máxima para cada região do Paraná nos meses de janeiro, fevereiro e março.

Comentários