Paraná deflagra operação contra fraudes trabalhistas

A Secretaria de Estado da Justiça, Família e Trabalho vem recebendo diversas denúncias sobre fraudes trabalhistas envolvendo auxílio federal. Foram fiscalizados seis estabelecimentos de Curitiba e região metropolitana.

A Secretaria de Estado da Justiça, Família e Trabalho vem recebendo diversas denúncias sobre fraudes trabalhistas. Para acompanhar e fiscalizar as denúncias uma nova operação, integrada com a Inspeção Federal do Trabalho do Ministério da Economia, a Vigilância em Saúde do Trabalhador da Secretaria da Saúde e com a Polícia Militar, foi deflagrada nesta quinta-feira (23) contra fraudes à MP 936 - que visa pagar benefício emergencial a funcionários que tiveram o contrato de trabalho suspenso ou a jornada reduzida.

“Estamos atuando em defesa dos bons empresários e trabalhadores do Paraná, pois neste momento em que todos estão passando por sacrifícios não é possível admitirmos que alguém de ma-fé, por ganância, esteja executando fraudes”, disse o secretário Ney Leprevost.

Foram fiscalizados seis estabelecimentos de Curitiba e região. “Nós verificamos algumas denúncias que o empregado teve o contrato suspenso ou sua jornada reduzida e mesmo assim empresa passou a receber o benefício, e o funcionário continua trabalhando em tempo integral, ou não teve a suspensão de fato realizada”, disse o chefe do Departamento de Justiça da Secretaria, Felipe Hayashi.

Eduardo Reiner, auditor fiscal do Ministério da Economia, explica que os estabelecimentos foram notificados para que se possa ter o acesso aos documentos necessários e assim poder gerar o auto de infração caso seja constatada a irregularidade, além de uma infração trabalhista, como também crime de estelionato, ou até mesmo desvio de recurso público.

Para saber mais sobre à MP 936 acesso o link: www.planalto.gov.br/ccivil_03/_Ato2019-2022/2020/Mpv/mpv936.htm

CANAL DE DENÚNCIA - Em caso de suspeitas de fraudes trabalhistas o funcionário pode registrar sua denúncia pelo e-mail: justiç[email protected]

Comentários