Copel tem 400 equipes em campo para restabelecer fornecimento

Pior evento climático já enfrentado pela Companhia, fortes chuvas deixaram 875 mil unidades consumidoras sem luz. Nesta quarta-feira, equipes atuam com o reforço de turmas de manutenção e construção de redes. São mais de 1.000 eletricistas em campo.

Equipes da Copel estiveram em campo por toda a noite e seguem trabalhando na manhã desta quarta-feira (01) nos estragos causados pelo pior evento climático já enfrentado pela Companhia. As fortes chuvas que atingiram o Paraná nesta terça-feira (30) deixaram 1,2 milhão de unidades consumidoras sem luz, sendo quase dois terços na região Leste do Estado.

Nesta quarta-feira, 400 equipes de serviços estão nas ruas para atendimento das ocorrências, com o reforço de 143 turmas de manutenção e construção de redes. Ao todo são mais de 1.000 eletricistas em campo. A região Leste concentra 2.562 pontos a serem restaurados nas redes de energia. A segunda maior é a região Oeste, com 1.610 ocorrências para atendimento das equipes. No Centro-Sul são 918, enquanto no Noroeste há 434 serviços, e no Norte, 174.

A interrupção no fornecimento de energia foi causada principalmente por queda de árvores ou outros objetos na rede, além dos ventos e raios. Muitas dessas situações demandam serviços complexos de manutenção, ou até mesmo a reconstrução de parte da rede elétrica. A previsão de religação varia caso a caso, de acordo com a dimensão das avarias provocadas pelo temporal na localidade em questão e do tipo de manutenção requerida.

A Copel alerta que, em situações com postes quebrados ou fios rompidos, é importante manter uma distância segura. Os desligamentos em circuitos de média tensão, que são os de maior extensão, são automaticamente identificados pela Companhia.

Já a falta de luz em trechos menores e situações de risco devem ser comunicadas pelo cliente. A comunicação de falta de luz pode ser feita pelo aplicativo para celulares, ou enviando um SMS para o número 28593, com as letras “SL” e o número da unidade consumidora.

Comentários