Escolas estaduais recebem itens da agricultura familiar, ovos e congelados

Em 2019, o programa de alimentação escolar vai aplicar R$ 145 milhões para a compra de alimentos processados e in natura das associações de agricultores familiares.

As escolas estaduais começaram a receber nesta terça-feira itens da agricultura familiar e também cerca de 180 mil dúzias de ovos. Nesta quarta-feira, é a vez de cerca de 200 mil quilos de sobrecoxa de frango congelada. Neste ano, o programa de alimentação escolar vai aplicar cerca de 145 milhões de reais para a aquisição de alimentos processados e in natura das associações de agricultores familiares. As entregas realizadas pelo Fundepar, Instituto Paranaense de Desenvolvimento Educacional, e garantem as refeições de milhares de estudantes paranaenses. De acordo com o diretor-presidente da Fundepar, José Maria Ferreira, as escolas estaduais têm garantido o abastecimento das despensas neste início das aulas. A Cooperativa Agropecuária Matoriquense, Coamar, que fica em Mato Rico, na região Central do Estado, que conta 210 famílias de pequenos agricultores, entregará 72 mil quilos de alimentos para 248 escolas em 58 municípios. Uma grande variedade de frutas, legumes, verduras, temperos e panificados que variam de acordo com a época da produção. O diretor administrativo da Coamar, Edelir Ribeiro da Silva, falou que os produtores tem uma relação diferenciada e positiva para a produção de alimentas da merenda. As escolas já receberam na semana passada a primeira remessa de alimentos não perecíveis deste ano e de congelados, totalizando cerca de 76 toneladas de produtos. O investimento até o mês que vem soma 7 milhões de reais para assegurar a alimentação dos alunos.

Comentários