Ponta Grossa tem novo parque e uma das principais avenidas revitalizada

O Parque Lago de Olarias integra preservação ambiental e a oferta de um espaço de lazer à população. As obras na Avenida General Carlos Cavalcanti, no bairro Uvaranas, vão dar mais vazão ao tráfego da principal ligação com o Centro da cidade.

Os passeios do professor de geografia João Bezusko, de 40 anos, com o filho João Guilherme, ficaram mais divertidos com a implantação do Parque Lago de Olarias. O espaço também está transformando a paisagem do bairro de mesmo nome em Ponta Grossa, nos Campos Gerais. Na área que antes era um de fundo de vale, com mato e um riacho que transbordava em dias de chuva, hoje é possível ver pistas de caminhada, ciclovia, lagos e espaços voltados para o lazer de pessoas de todas as idades.

Mesmo com a obra ainda não finalizada, muita gente já aproveita o local porque as pistas foram concluídas. “Eu venho diariamente, tanto à tarde como pela manhã para pedalar ou caminhar, ficou excepcional”, afirma Bezusko. “Antes era praticamente um espaço morto, com muito mato e vários problemas de alagamento. Agora que criou forma e está com cara mesmo de parque, ficou um espaço excelente”, diz.

O Parque Lago de Olarias é uma das obras do Governo do Estado nos Campos Gerais. Em Ponta Grossa, além da construção do espaço, a Secretaria de Estado do Desenvolvimento Urbano e de Obras Públicas também está revitalizando a Avenida General Carlos Cavalcanti, no bairro Uvaranas. Somados, os investimentos na cidade chegam a R$ 12,3 milhões.

“São obras que dão uma nova cara para a cidade e valorizam as duas regiões, que cresceram muito nos últimos anos”, explica José Elizeu Chociai, diretor de Administração e Financas da Paranacidade, órgão da Secretaria do Desenvolvimento Urbano que planeja e fiscaliza os projetos nos municípios. “Assim como acontece em todos os municípios paranaenses, os projetos em Ponta Grossa vão ao encontro das maiores necessidades dos cidadãos, que agora ganham um espaço de lazer e preservação, além da melhoria do fluxo de uma das principais avenidas da cidade”, diz.

LAGO DE OLARIAS - Há mais de 20 anos a população de Ponta Grossa espera pela concretização do Parque Lago de Olarias – agora uma realidade. O local recebeu investimento de R$ 4,3 milhões do Governo do Estado, a fundo perdido. A obra está em fase final de execução e conta com ciclovia, pistas de caminhada, de skate, parque infantil, academia ao ar livre, quadras de areia, dois lagos, deck e um anfiteatro que será usado para apresentações ao ar livre, além de um grande espaço para estacionamento e um módulo da Guarda Municipal.

Do parque é possível observar uma grande chaminé de uma antiga olaria. As fábricas de tijolo e telhas eram tão abundantes que acabaram nomeando a região. A chaminé em questão fica no terreno do Conservatório Municipal Maestro Paulino, um espaço cultural que, junto com o parque, valoriza o bairro de Olarias.

A área de 170 hectares também se tornou um espaço para a preservação ambiental, unindo a recuperação de um ambiente degradado, que voltará a contar com plantas nativas, ao controle das cheias do Rio Guaíra, que hoje forma os dois lagos. A ideia é também fomentar a criação de Reservas Particulares de Patrimônio Natural (RPPN) nos arredores para a preservação de remanescentes naturais que vão compor um corredor de biodiversidade na região.

“O bairro e toda a cidade de Ponta Grossa ganham muito com uma obra do porte do Parque Lago de Olarias. Era uma área abandonada, um fundo de vale, que agora conta com uma estrutura ótima para ser aproveitada pela população”, afirma Rafael Mansani, gerente do escritório regional do Paranacidade em Ponta Grossa. “O Estado fornece à população mais qualidade de vida e o contato com o meio ambiente, além de valorizar a região e trazer mais um cartão-postal para a cidade”, diz.

Para moradores como o professor João Bezuzko, é mais um motivo para apreciar o novo espaço de lazer. “Não se tem qualidade de vida sem qualidade ambiental. Sem esse espaço para caminhar e interagir com a natureza perde-se qualidade de vida. Não dá para pensar em um espaço urbano apenas com áreas voltadas para o consumo, também há necessidade de lugares para caminhadas, pedaladas, e para aproveitar a natureza sem gastar com isso”, completa.

AVENIDA - A cerca de cinco quilômetros do parque fica a movimentada Avenida General Carlos Cavalcanti, no bairro Uvaranas. A via passa por uma completa revitalização, com investimento de R$ 8 milhões, recursos do Sistema de Financiamento aos Municípios (SFM), linha de crédito ofertada pelo Governo do Estado, via Paranacidade e Fomento Paraná.

A proposta é melhorar a qualidade e dar mais vazão ao tráfego de uma das ruas mais movimentadas de Ponta Grossa, que liga os terminais Uvaranas e Central, dá acesso a um dos câmpus da Universidade Estadual de Ponta Grossa (UEPG) e é a principal ligação do bairro com o Centro da cidade.

A avenida ganhou uma nova pista e 40 mil metros quadrados de asfalto novo, com a pavimentação completamente refeita. Um dos diferenciais é a drenagem de águas pluviais, na qual foi empregada uma tecnologia inédita na cidade, com dutos de PVC de 1,5 metro a 2 metros de diâmetro, o que garante o escoamento e evita maiores problemas em dias de chuva.

Comentários