Agências do Trabalhador empregam 40 mil pessoas durante a pandemia

Balanço considera o período de março a setembro. Resultado é um dos melhores do Brasil e é avaliado como muito positivo em função da grande retração da economia, causada pela pandemia do novo coronavírus.

As Agências do Trabalhador do Paraná colocaram no mercado de trabalho 39.666 pessoas no período de março a setembro deste ano, em plena pandemia do novo coronavírus, segundo dados da Secretaria de Estado da Justiça, Família e Trabalho.

O resultado é considerado positivo, embora menor que o do mesmo período do ano passado, quando ocorreram 61 mil intermediações. “O balanço é muito positivo porque abrange meses em que a retração da economia foi muito contundente, com drástica queda nas atividades das empresas e na oferta de emprego”, afirma o secretário Ney Leprevost.

Ele lembra que, além da retração na oferta de empregos, as agências do trabalhador chegaram a suspender o atendimento por um período, em obediência a medidas voltadas ao controle da epidemia, determinadas por autoridades de saúde. “Mas houve uma reação rápida e logo as agências se adaptaram”, informa Leprevost.

O secretário destaca que as unidades passaram a trabalhar com horário agendado, atendimento digital e até um chat criado para dar suporte a empresários e trabalhadores que tiveram dificuldade em concluir oferta e busca de empregos por meio de ferramentas digitais. “Essas medidas possibilitaram retomar a intermediação de vagas e o encaminhamento do trabalhador para um novo emprego”, diz Leprevost.

Ele também destaca o trabalho proativo feito pelos profissionais que atuam nas agências do trabalhador. “Estamos atuando para diminuir a crise no Paraná e fazer com que mais pessoas possam estar qualificadas para conseguir um emprego e assim gerar mais renda para as famílias”, afirma Leprevost.

MELHOR - A economista Suelen Glinski, da Secretaria da Justiça, Família e Trabalho, explica que o resultado do Paraná no período de março a setembro é um dos melhores do Brasil, à frente de estados com economia de porte semelhante, como Santa Catarina.

“O Paraná é uma referência nacional nesta área, com os maiores números de captação de vagas e intermediação de empregos. Essa estrutura é fundamental na retomada do mercado de trabalho”, afirma. Suelen destaca que o Estado possui 216 Agências do Trabalhador e é a maior rede do Sistema nacional de Empregos (Sine).  

CIDADES - As 10 cidades que mais colocaram trabalhadores com carteira assinada de março a setembro foram Curitiba, com 2.743 trabalhadores; seguida de Umuarama, no Noroeste, com 1.428 trabalhadores; Cascavel (Oeste), com 1.394 colocados; Rolândia (Norte) com 1.327; Marechal Cândido Rondon (Oeste) com 997; Medianeira (Oeste) com 940; Francisco Beltrão (Sudoeste) com 910; Mandaguari (Noroeste) com 721; Dois Vizinhos (Sudoeste) com 710 e Pato Branco, também no Sudoeste, com 595 colocados no mercado de trabalho.

NOVAS VAGAS NA SEMANA - A semana se inicia com 2.579 oportunidades de emprego disponíveis pelas Agências do Trabalhador. Só em Curitiba e Região Metropolitana são 1.427 vagas. “Damos início a mais uma semana com diversas oportunidades de emprego. Por conta da pandemia, orientamos que os atendimentos presenciais nas Agências do Trabalhador só aconteçam mediante o agendamento”, alerta Leprevost. O site para agendamento é o www.justica.pr.gov.br/trabalho.

OCUPAÇÕES - As ocupações com maior número de vagas disponíveis no Estado são: auxiliar de linha de produção (1.608 vagas); ajudante de eletricista (96) e auxiliar administrativo (75). Já em Curitiba e Região Metropolitana o maior número de vagas disponíveis é para operador de telemarketing ativo (240); Operador de telemarketing ativo e receptivo (195) e auxiliar de linha de produção (73 vagas).

FUNCIONAMENTO - Os horários de funcionamento dos postos de atendimento do Sistema Nacional de Emprego (Sine) nos municípios seguem as determinações das administrações municipais. Em Curitiba, a Agência do Trabalhador Central - administrada pelo Governo do Estado - segue com o horário de funcionamento normal das 13h às 17h.

Os trabalhadores também têm a opção de buscar vagas cadastradas pelo aplicativo Sine Fácil (disponível gratuitamente para celulares Androide e iOS), ou pelo site www.mpregabrasil.mte.gov.br.

CHAT - Empresários e trabalhadores de todo o Paraná que procuram ou ofertam vagas e que estiverem com dificuldade de finalizar o atendimento nas ferramentas digitais, tais como Portal Emprega Brasil, e aplicativos da Carteira de Trabalho Digital, Sine fácil e Paraná Serviços, podem receber o suporte técnico por meio do Chat do Trabalhador, no site da Secretaria da Justiça, Família e Trabalho. Para acessar o chat, basta entrar no link: www.justica.pr.gov.br/trabalho.

Comentários