Governador Ratinho Junior e ministro Sergio Moro definem ações de segurança na fronteira

Acordo entre o governador Carlos Massa Ratinho Junior e o ministro da Justiça e Segurança Pública permitirá a implantação de um projeto-piloto na região de Foz do Iguaçu para integração das forças estaduais e federais de segurança.

O Paraná será o primeiro estado brasileiro a receber um centro de integração para cuidar da segurança de fronteira. O acordo foi firmado durante encontro do governador Carlos Massa Ratinho Junior e o ministro da Justiça, Sergio Moro, nesta terça-feira, em Brasília. A implantação do projeto-piloto proposto pelo Ministério da Justiça e Segurança Pública envolve a criação de um grupo de trabalho de órgãos estaduais e federais. De acordo com o governador Ratinho Junior, é um projeto que interessa bastante ao Paraná, que já realiza um trabalho de integração e inteligência entre as forças de segurança. As ações conjuntas visam a adoção de estratégias para coibir crimes como tráfico de drogas e contrabando. O Paraná tem 450 quilômetros de fronteira seca e aquática com o Paraguai e a Argentina. Também faz divisa com os estados de São Paulo, Mato Grosso do Sul e Santa Catarina. No Brasil, são 17 mil quilômetros de limite terrestre com nove países. O ministro Sergio Moro estabeleceu um prazo de 45 dias para definir o cronograma e os planos de ação, além da seleção dos órgãos e agentes que irão compor o centro de integração. Em Brasília, o governador Ratinho Junior também participou de uma reunião extraordinária do Fórum de Governadores, com a participação do ministro da Economia, Paulo Guedes. No encontro foi abordado a tramitação da reforma da previdência no Congresso Nacional. Ratinho Junior ressaltou a importância da reforma da previdência para o País. No Fórum de Governadores ainda foram discutidas as questões financeiras dos estados.

Comentários